24.9.17

O Expresso e o relatório secreto sobre Tancos

No caso do relatório secreto, o Expresso manteria a sua credibilidade se desmentisse os que já o desmentiram e demonstrasse que tem um documento autêntico ou assumisse responsabilidades jornalísticas por erro tão clamoroso. 
Qualquer varredura do assunto para debaixo do tapete de umas meias-palavras e umas semanas passadas coloca-o ao nível do jornalismo que come e amplia acriticamente o que lhe dizem se achar que vende e nesse caso até pode chamar Otávio Ribeiro para diretor, porque já não será digno da sua história.

D. Manuel Martins

D. Manuel Martins faleceu. O PS tinha com ele uma relação contraditória, muito marcada pelos conflitos nos anos 80. Mas era um homem que levava a sério o seu vínculo com o combate à pobreza e o compromisso social da igreja a que pertencia, do Cristo em que acreditava.

Fiquei, de quando me cruzei com ele, com a memória de  alguém que devia ter dificuldades com as hierarquias e que pretendia ser livre nas suas opções, que dizia o que achava necessário dizer. E também de uma pessoa com um bom-humor que acho sempre ser sinal de inteligência. 

Calou-se uma voz forte no compromisso social. De uma força que não tem muitos herdeiros, se algum tiver, na hierarquia de hoje.